Carboidrato Maltodextrina o que é?

Published on agosto 8th, 2017 | by Rodrigo

0

O que é Maltodextrina, para que Serve, Como Tomar, Efeitos, Preço e Onde Comprar

O que e Maltodextrina? Para que Serve? Como Tomar, Efeitos, Preço e Onde Comprar

Maltodextrina é considerada por Food and Drug Administration a ser um aditivo alimentar seguro, e a maioria das pessoas pode a consumir em quantidades moderadas. É usada como um espessante, preenchedor, ou conservante em muitos alimentos processados. Porque tem índice glicêmico alto, a maltodextrina pode causar picos no açúcar do sangue.

Para as pessoas que não são nutricionistas, ler os rótulos nutricionais provavelmente introduzirá para vários ingredientes que não são reconhecidos. Um ingrediente que será encontrado em muitos alimentos é a malto. É um aditivo comum em muitos alimentos processados, mas a dúvida surge, é boa ou ruim para saúde?

Maltodextrina o que é?

O que É Maltodextrina?

A Malto é um pó branco feito de milho, arroz, amido de batata, ou trigo. Mesmo que venha das plantas, é altamente processada. Para produção, primeiro o amido é cozido, e então os ácidos e enzimas como alfa-amilase bacteriana estável ao calor são adicionados para quebrar ainda mais. O pó branco resultante é solúvel em água e tem um sabor neutro.

Maltodextrinas estão intimamente ligadas aos sólidos de xarope de milho, com a única diferença sendo seu teor de açúcar. Ambos são submetidos à hidrólise, um processo químico envolvendo a adição de água para auxiliar ainda mais a quebra. No entanto, após a hidrólise, os sólidos de xarope de milho são ao menos 20% de açúcar, enquanto a maltodextrina é menos do que 20% de açúcar.

Maltodextrina É Segura?

FDA, Food and Drug Administration aprovou maltodextrina como um aditivo alimentar seguro. É também incluída no valor nutricional do alimento como parte da contagem total de carboidrato.
De acordo com Dietary Guidelines for Americans, os carboidratos devem compor mais de 45 a 65 por cento das calorias totais da pessoa. Idealmente, a maioria destes carboidratos deve ser de carboidratos complexos que são ricos em fibra, não alimentos que rapidamente aumentam o açúcar no sangue.

Se tiver diabetes ou resistência à insulina, ou se o médico recomendou uma dieta com baixo teor de carboidrato, é dever incluir qualquer malto consumida na contagem total de carboidrato para o dia. No entanto, a maltodextrina é geralmente apenas presente no alimento em pequenas quantidades. E não terá efeito significativo na própria ingestão geral de carboidrato.

A maltodextrina é alta em índice glicêmico, ou seja, pode causar um aumento no açúcar no sangue. É seguro consumir em quantidades muito pequenas, mas aqueles com diabetes devem ser particularmente cuidadosos. A dieta low carb, consistida de alimentos amplamente com baixo teor de índice glicêmico são benéficas para todos, apenas não para pessoas com diabetes.

Por que Maltodextrina Está no Alimento?

A malto é geralmente usada como um espessante ou preenchedor para aumentar o volume de um alimento processado. É também um conservante que aumenta a validade dos alimentos embalados. É barata e fácil de produzir, assim útil para espessamento de produtos como pudim instantâneo e gelatinas, molhos.

E pode também ser combinada com adoçantes artificiais para adoçar produtos como frutas enlatadas, sobremesas, e bebidas em pó. É até usada como um espessante em itens de cuidado pessoal, como loção e produtos de cuidado com cabelo.

Qual É o Valor Nutricional da Maltodextrina?

A maltodextrina tem 4 calorias por grama, mesma quantidade de calorias que a sacarose ou açúcar de mesa. Como o açúcar, o corpo pode digerir maltodextrina rapidamente, assim é útil se for necessário um aumento rápido de calorias e energia. No entanto, o índice glicêmico da maltodextrina é mais alto do que o açúcar de mesa, variando de 106 a 136. Isso significa que pode aumentar o nível de açúcar no sangue muito rapidamente.

Quando Evitar Maltodextrina?

O alto índice glicêmico de maltodextrina significa que pode causar picos no nível de açúcar no sangue, especialmente se é consumida em quantidades grandes. Por causa disso, é possível desejar evitar ou limitar se tiver diabetes ou resistência à insulina. E deve também ser evitada se a pessoa for predisposta a desenvolver diabetes.

Outra razão para limitar maltodextrina é manter as bactérias intestinais saudáveis. Segundo um estudo de 2012 publicado em PLoS ONE, a maltodextrina pode mudar a composição de bactérias intestinais de uma forma que torna a pessoa mais suscetível para doença.

Pode suprimir o crescimento de probióticos no sistema digestivo, que são importantes para a função do sistema imunológico. O mesmo estudo mostrou que a maltodextrina pode aumentar o crescimento de bactérias como E. coli, que é associada com distúrbios auto-imunes como doença de Crohn. Se a pessoa está em risco de desenvolver uma doença auto-imune ou digestiva, então evitar maltodextrina pode ser uma boa idéia.

Malto e Glúten

Se estiver em uma dieta sem glúten, a pessoa pode preocupar-se sobre a maltodextrina, porque tem “malte” no nome. Malte é feito de cevada, assim contém glúten. No entanto, a maltodextrina é livre de glúten, até quando é feita a partir do trigo.

Segundo o grupo de advocacia Beyond Celiac, o processamento que o amido de trigo sofre na criação de maltodextrina o torna sem glúten. Assim, se tiver doença celíaca ou se estiver em dieta sem glúten, é possível ainda consumir maltodextrina.

Maltodextrina e Emagrecimento

Se o indivíduo estiver tentando perder peso, desejará evitar maltodextrina. É essencialmente um adoçante e um carboidrato sem valor nutricional, e causa um aumento no açúcar no sangue. Os níveis de açúcar em maltodextrina podem levar ao ganho de peso.

Malto e Alimentos Geneticamente Modificados

Finalmente, porque é muitas vezes usada como um espessante barato ou preenchedor, a maltodextrina é geralmente fabricada a partir do milho geneticamente modificado. Segundo FDA, o milho geneticamente modificado é seguro, e atende todos os mesmos padrões como as plantas não geneticamente modificadas.

Mas se for escolhido evitar o tipo geneticamente modificado, isso não significa que precisa evitar todos os alimentos que contenham maltodextrina. Qualquer alimento que é rotulado orgânico nos Estados Unidos deve também ser livre do geneticamente modificado.

Maltodextrina para Pessoas com Diabetes?

Uma vez que a malto tem o potencial para causar aumentos rápidos nos níveis de açúcar no sangue, as pessoas com diabetes estariam melhor o evitando. No entanto, esse Suplemento Alimentar é muitas vezes segura em doses pequenas.

A pessoa deve estar bem enquanto estiver apenas consumindo malto em pequenas quantidades e contanto a mesma no total de carboidrato para o dia. Se não houver certeza de como isso afetará o próprio açúcar no sangue, verificar os níveis de glicose com mais freqüência quando adicionar maltodextrina na dieta.

Sinais que a maltodextrina causou ao açúcar no sangue aumentar incluem:

  • dor de cabeça repentina
  • aumento da sede
  • problema em se concentrar
  • visão embaçada
  • fadiga

Se vivenciar qualquer destes sintomas, verificar os níveis de açúcar no sangue imediatamente. Se estiverem muito altos, contatar o médico. Alguns adoçantes artificiais são considerados como escolhas melhores para gestão de açúcar no sangue. No entanto, a pesquisa nova está dissipando esse mito por revelar que os adoçantes artificiais afetam as bactérias intestinais e indiretamente afetam a sensibilidade para insulina.

Maltodextrina e Treino

Porque a maltodextrina é um carboidrato de digestão rápida, é muitas vezes incluída em bebidas esportivas e lanches para atletas. Para fisiculturistas e outros atletas tentando ganhar peso e ganhar massa muscular, a maltodextrina pode ser uma boa fonte de calorias rápidas durante ou após o treino.

Como a maltodextrina não usa tanta água para digerir, como alguns carboidratos, é uma boa forma para obter calorias rápidas sem ficar desidratado. Alguma pesquisa também mostra que os suplementos de maltodextrina podem ajudar a manter o poder anaeróbico durante o exercício.

Algumas pessoas com hipoglicemia crônica tomam malto como parte de seu tratamento regular. Porque Ela causa um aumento mais rápido no açúcar no sangue, é um tratamento efetivo para aqueles que lutam para manter os níveis de açúcar no sangue normais. Se o nível de glicose fica muito baixo, eles têm uma solução rápida.

Há alguma evidência que a fermentação de maltodextrina nos intestinos poderia atuar como um agente que ajuda a prevenir câncer colorretal. Um estudo recente descobriu que Fibersol-2, uma forma de maltodextrina resistente à digestão, teve uma atividade anti-tumor. E preveniu o crescimento do tumor sem quaisquer efeitos colaterais tóxicos aparentes.

Um estudo em European Journal of Nutrition descobriu que esse Suplemento resistente à digestão, teve efeitos positivos na digestão geral. E melhorou as funções intestinais como tempo de trânsito colônico, o volume de fezes e consistência. Em pesquisa online realizada em agosto de 2017, o produto Maltodextrin 1 kg, Atlhetica Nutrition, apresentou preço de R$ 15.14 (Netshoes).

Quais São Algumas Alternativas para Malto?

Os adoçantes comuns que são usados na cozinha caseira de malto incluem:

  • açúcar branco e mascavo
  • açúcar de coco
  • agave
  • mel
  • xarope de bordo
  • concentrado de suco de fruta
  • melaço
  • xarope de milho

Estes são todos adoçantes que podem causar picos e aumento nos níveis de açúcar no sangue. Considerar usar frutas fatiadas, amassadas, para adoçar alimentos por uma grande quantidade de fibra, doçura, vitaminas, minerais, antioxidantes, e conteúdo de água.

Outros agentes espessantes, como goma de guar e pectina podem ser usados como substitutos em assado e cozimento. Os adoçantes que podem não afetar os níveis de açúcar no sangue tanto, contanto que sejam consumidos com moderação, incluem:

  • alcoóis de açúcar como eritritol ou sorbitol
  • adoçantes com base de stevia
  • polidextrose

Os alcoóis de açúcar, como polidextrose são usados para adoçar alimentos, e podem ser encontrados em alimentos processados que têm no rótulo “sem açúcar” ou “sem adição de açúcar”. Os alcoóis de açúcar são apenas parcialmente absorvidos pelo corpo, que os previne de ter o mesmo impacto no açúcar no sangue como outros adoçantes.

Mesmo assim, eles devem ainda ser limitados a 10 gramas por dia para evitar efeitos colaterais gastrointestinais como flatulência. O eritritol é relatado a muitas vezes ser mais tolerável.

Tags: , , , , , , , , , , ,


About the Author



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑
  • Aviso

    ATENÇÃO: O conteúdo presente neste site serve apenas para fins informativos e não se destina a fornecer assistência médica. Antes de tomar qualquer suplemento alimentar ou iniciar um tratamento médico complementar, incluindo o uso de remédios naturais ou à base de plantas, você deve fazer sua própria investigação e, em seguida, consultar pessoalmente o seu médico, nutricionista ou personal trainer habilitado. Não compre produtos proibidos no Brasil, que não estejam registrados no Ministério da Saúde. Para maiores informações visite o site da ANVISA.