Home / Massa Muscular / Creatina / Creatina Total Pure é Boa? Funciona? Como Tomar?
Creatina Total Pure
Creatina Total Pure

Creatina Total Pure é Boa? Funciona? Como Tomar?

Creatina Total Pure - Highlab
Creatina Total Pure – Highlab

Creatina sempre é a mais buscada dentro da suplementação alimentar e junto ao Whey Protein são os mais vendidos em todo mundo. O fato da creatina ser amplamente usada por praticantes de atividade física e em especial a musculação, tem uma base científica que comprova seus benefícios na performance e no ganho de massa muscular.

A creatina, diferente de outros suplementos, possui a vantagem de mostrar resultados logo nas primeiras semanas de uso, onde é visível o ganho de massa e volume muscular. Atletas bodybuilders já usam este suplemento há anos par obter melhor rendimento e aumentar os ganhos que ela proporciona.

Por incrível que pareça a creatina já foi proibida para venda aqui no Brasil em meados de 2005, pela Anvisa e foi novamente liberada para comercialização em 2010.

Hoje a creatina em destaque no review é a Creatina Total Pure da Highlabs Nutrition, que possui o selo de qualidade Creapure, usado por fabricantes de creatina importados como a Universal Nutrition.

Continue lendo para saber os benefícios da Creatina da Highlab.

Formulação – Creatina Total Pure

A creatina é sintetizada no nosso corpo pelo fígado, seguido pelo pâncreas e rins a partir dos aminoácidos Glicina, Arginina e Metionina, porém em quantidades pequenas e temos de ingerir alimentos que contenham esse composto para repor nossos estoques. A creatina é encontrada principalmente em carnes vermelhas, só que o grande problema de obter a creatina através da ingestão desse tipo alimento é a quantidade de outros nutrientes que são absorvidos como o alto nível de carboidratos, gordura, sódio e colesterol. Para se ter uma ideia, para se aproveitar 5g de creatina tem de se ingerir 1kg de carne, ou seja, imagina fazer saturação dessa forma, fica caro não?

Por esse motivo em especial é que a creatina é mais consumida na forma sintética, em suplementos alimentares onde o tipo mais comum é a creatina monohidratada, porém existem outros tipo de creatina como a micronizada, alcalina e animal, a famosa creatina de cavalo é um exemplo.

A creatina é destinada principalmente para aumentar a produção de ATP (Adenosina Trifosfato), que é um composto responsável pela contração muscular e liberação de energia durante os treinos intensos e de curta duração.

ATP (Adenosina Trifosfato)

Sabemos que a glicose é a principal fonte de energia para nosso corpo desempenhar todas as atividades diárias e inclusive treinar pesado. Só que para a liberação da energia ocorrer, a célula de glicose tem de ser quebrada, pois a energia armazenada está no interior da célula e ao se quebrar a molécula de glicose, essa energia é utilizada na execução de atividades metabólicas como o anabolismo, que ocorre quando o metabolismo trabalha na construção de novas moléculas com finalidade biológica.

Só que quando a molécula de glicose é desmontada, a energia que estava armazenada no seu interior não é de imediato liberada para o uso, ela é transferida para outras moléculas chamada ATP (Adenosina Trifosfato), onde essas moléculas funcionam como reservatórios temporários para esta energia, que vão liberando a energia em pequenas quantidades conforme o corpo precise.

Quando andamos, falamos, respiramos e treinamos, o corpo utiliza essa fonte de energia onde a molécula de ATP é quebrada liberando a energia que mantinha o terceiro fosfato preso a ela. Assim a molécula antes ATP, passa a ser ADP (Adenosina Difosfato) e só é recarregada no processo de quebra da glicose.

A Creatina ao entrar no organismo, passa a complementar os estoques de ATP, liberando sua molécula de fosfato pra que se junte a ADP, formando a ATP, que ao ser quebrada liberará energia.

Esse processo na prática implica em um maior rendimento durante os treinos, onde sua força tende a aumentar durante o usa da creatina. Durante os treinos, como seu estoque de ATP está em alta, você será capaz de treinar mais pesado, pegando aquele halter que não conseguia, e fazer aquelas últimas repetições com mais intensidade.

Creatina Monohidratada – Creatina Total Pure

Como mencionado acima, este tipo de creatina é a mais comum no mercado de suplementação e também o mais usado por praticantes de musculação. Também conhecida como a creatina pura, pois não possui aditivos e é composta de 88% de creatina e 12% de água.

Seus efeitos e velocidade de absorção são mais baixos, e geralmente é ingerida com algum carboidrato de alto índice glicêmico para ter uma melhor resposta da insulina, que assim levará a creatina pra dentro das células de forma mais rápida e eficaz.

A vantagem da Creatina Monohidrata sobre as demais, é que ela é mais barata e que possui maior quantidade de pesquisas realizadas comprovando seus efeitos benéficos sem colateral algum. A diferença entre a Monohidratada e a Micronizada fica por conta dessa última possui partículas menores, o que a torna mais fácil de ser absorvida, mas é mais cara também e trará basicamente os mesmos efeitos.

Creatina Creapure ®

Quando a creatina tem este selo em sua embalagem, significa que ela faz parte de uma linha premium de qualidade, onde esse selo só é conferido aos produtos com 100% de pureza e de alta qualidade.

É considerada a !Creatina da Última Geração”, onde é produzida na Alemanha com processos de altíssima qualidade que garantem a pureza do produto.

A Creatina Total Pure da Highlab Nutrition possui este selo, então já sabe a pureza e a qualidade do produto né, TOP!

Saturação

É comum a prática do método de saturação com creatina, que consiste em ingerir 5g de creatina 4 vezes ao dia, ou seja, 20g diários. Esse período de saturação dura 1 semana e logo após a saturação, volta a se utilizar a dosagem normal de 5g por dia que é chamada de fase de manutenção.

Alguns estudos publicados sobre saturação com creatina, por exemplo o estudo do Instituto Karolinska na Suécia, comprovou que tanto que fez a saturação quanto quem tomou a dosagem correta, obtiveram os mesmos resultados no final.

Então por quê fazer saturação?

A ideologia e objetivo da saturação é alcançar o pico de creatina no organismo de forma mais rápida, pois só começamos a sentir e ver esses benefícios quando a creatina está em um ápice no corpo. Após este pico ser atingido, volta-se a tomar a dose normal para manter os ganhos.

Mais importante que fazer a saturação é levar em conta que a creatina tem de ser tomada todos os dias, mesmo nos dias sem treino ou finais de semana, pois seu efeito como dito acima, é acumulativo.

Benefícios

Como foi explicado anteriormente, os benefícios da creatina são muitos e são visíveis de forma rápida. Alguns benefícios de suplementar com creatina incluem:

  • Aumento de massa muscular
  • Aumento de força
  • Recuperação rápida
  • Treinos de alto rendimento
  • Explosão muscular

Outro benefício da creatina é o fato dela melhorar a captação de glicogênio dentro das células musculares e através de sua retenção de líquido no interior da célula, contribui para hipertrofia pois dentro desse líquido estão presentes minerais e vitaminas que somam para o processo anabólico.

Como Tomar Creatina Total Pure?

É indicado ingerir 3g-5g de creatina por dia, de preferência com algum carboidrato com Maltodextrina ou Dextrose, para facilitar sua absorção. Deve ser tomada todos os dias, inclusive nos dias sem treino e nos finais de semana.

Pode ser usada durante até no máximo 8 semanas, onde seu corpo começará a fazer o nível de creatina voltar ao normal, onde o corpo opta por reduzir a produção endógena ou reduzir os receptores dentro das células.

Após usar por 8 semanas, faça uma pausa de pelo menos 1 mês para voltar a obter os mesmos benefícios no próximo uso.

É recomendado ingerir bastante água para reduzir qualquer sobrecarga do corpo.

Dúvidas sobre Creatina – Creatina Total Pure

Cafeína corta o efeito da Creatina Total Pure?

R: Não desde que a dosagem máxima por dia seja de no máximo 450mg de cafeína, pois mais que isso irá atrapalhar e sabotar os efeitos da creatina. Se tomar cafeína em doses regulares, pode acentuar o desempenho nos treinos.

Creatina Total Pure engorda e deixa inchado?

 R: Engordar não engorda, pois ela não fica sendo armazenada no tecido adiposo, porém ao se usar a creatina é visível um certo inchaço nos músculos, pois ela retém líquidos no interior da célula muscular. O que ocorre é o aumento do volume muscular e pessoas acabam associando com aumento de gordura erradamente.

Creatina Total Pure faz mal pros rins?

R: Não, em diversos estudos publicados a creatina não exerceu nenhuma ligação com qualquer desfunção renal. Muitas pessoas acreditam que por ela reter líquidos, acaba prejudicando os rins, porém isso já foi desmentido. Agora é preciso ingerir bastante água para não causar qualquer sobrecarga no corpo, pois o mesmo precisa da água pra diversas funções.

O que pode ocorrer é algum indivíduo que tem alguma pré-disposição a essa patologia, não ingerir água corretamente e associar o problema a creatina.

De qualquer modo, antes de iniciar o uso de qualquer suplemento, procure seu nutricionista ou médico.

Creatina Total Pure é Boa? Funciona? Como Tomar?

Recomendados Para Você:

Sobre Rodrigo

Você também pode gostar:

ZMA Testosterona

ZMA funciona, o que é, como tomar, benefícios, aumenta a testosterona, preço…

ZMA funciona mesmo para ganhar massa muscular, como tomar, quais benefícios, efeitos colaterais, ZMA aumenta a testosterona, qual preço e onde comprar?

3 Comentários

  1. Vanessa

    Fazem vendas por internet ? Queria creatina ..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *